segunda-feira, 19 de outubro de 2015

A CIDADE DE JOINVILLE SE ENVERGONHA COM O JEC



Se já não bastasse todo o amadorismo em ter relacionado um atleta sem contrato em uma partida oficial no campeonato estadual, agora, o Joinville Esporte Clube, clube que leva o nome da maior cidade do estado de Santa Catarina, após uma vitória sobre o atual Bi-Campeão Catarinense, "homenageia" a capital do estado (FLORIANÓPOLIS) em seu twitter oficial com um "CHUPA CAPITAL".
O que é isso minha gente, penso, que todos os florianópolitanos merecem do clube do norte do estado uma nota de repúdio, ou melhor, um pedido de desculpas de forma pública, podendo até ser através da TV do clube, com o presidente do clube e sua assessoria.
Que vexame nacional... 

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

COPA SUL MINAS RIO, RUMO AO TÍTULO!


Está aí uma competição interessante para os clubes e para os torcedores. Para os clubes se levarmos em consideração as ofertas que receberão das TV's com relação as cotas de televisionamento. E para os torcedores, no caso os de SC, no quesito título. 
Um torneio que contará com grandes clubes e os principais de MG, PR, RS, RJ e SC. E por se tratar de início de temporada, os "pequenos" (para alguns entendidos), poderão brigar sim pelo título.
A princípio, três grupos com quatro equipes cada. Classificando o primeiro de cada grupo e o segundo melhor colocado entre os três grupos. Em seguida, na segunda fase, as semi finais, e depois a final.
Está aí uma grande chance para o Figueirense conquistar um título de expressão. Quem sabe? Por que não?

FURACÃO DEPENOU O URUBU


Figueirense 3 x 0 Flamengo. Uma vitória com autoridade. O três a zero diante do Flamengo foi pouco, poderia ter sido de quatro, se Thiago Santana não tivesse desperdiçado uma excelente oportunidade quando a partida se encaminhava para o seu fim.
A equipe comandada por Hudson Coutinho envolveu o Flamengo desde o primeiro minuto de jogo. Com 20 minutos de partida, o alvinegro já tinha quatro escanteios a seu favor, mostrando o domínio do jogo desde os minutos iniciais. Os dez dias de pausa na competição foram salutar para o Figueirense. O “clima” não esfriou, e o toque de bola da equipe alvinegra melhorou, ajudando na aproximação dos atletas e na transição deles dentro de campo.
Quando o Flamengo tentava, Alex Muralha afastava o perigo. O adversário não parecia uma equipe lutando por G-4, um time sem alma, como se estivesse cumprindo tabela.
Vitória importante, mas não tem nada ganho. Aliás, ganhamos sim. Ganhamos confiança para continuar lutando pela permanência na elite do futebol brasileiro.
Em Joinville, nosso próximo destino, o espírito dos atletas dentro de campo tem que ser de guerra. Para pontuar no estádio da prefeitura, teremos que atuar como atuamos diante do urubu.
Que venha o coelho!

domingo, 4 de outubro de 2015

FAZIA TEMPO


O início da recuperação do Figueirense dentro do Campeonato Brasileiro da Série A teria que ser no Serra Dourada diante do Goiás, e foi. Só não precisava ser da maneira que foi; com sofrimento e com uma arbitragem daquelas, que nós alvinegros, já estamos acostumados.
Após nove jogos sem vencer (7 Série A e 2 Copa do Brasil), o Figueirense voltou a se reencontrar com a vitória. E não foi qualquer vitória. Foi uma conquista de três pontos com um jogador a menos, com lances polêmicos e com atleta alvinegro fazendo gol contra. Ou seja, essa vitória por 3 a 2 sobre o Goiás deve ser comemorada e muito, pelos torcedores e pelo grupo de jogadores. Aliás, quem deve comemorar e muito essa vitória conquistada em Goiânia é o treinador Hudson Coutinho, que depois de efetivado, conseguiu vencer a primeira a frente do comando técnico alvinegro.
Por se tratar de um reencontro com a vitória após sete rodadas, vamos analisar apenas os fatores positivos da partida. Na lateral-esquerda, Juninho conseguiu dar velocidade e qualidade nos passes. Com um jogador a menos, a equipe foi aguerrida e se desdobrou, diminuiu os espaços e parecia estar atuando com os onze em pleno Serra Dourada. Clayton, que após o intervalo, foi o garçom do time, deixou o atacante Dudu duas vezes na cara do gol para balançar as redes. E Rafael Bastos, tão criticado por TODOS, que longe de casa, fez aquilo que MUITOS pediam, que é chutar de fora da área, e ele chutou, para fazer um golaço e dar a vitória ao Figueirense.

Vitória importantíssima, agora, é fechar o grupo, aproveitar bem os treinamentos nesta pausa do brasileirão por conta das Eliminatórias da Copa do Mundo, e engatar a segunda vitória seguida na próxima semana no Scarpelli diante do Flamengo.

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

ESPERANÇA



A derrota no Pacaembu por 3 a 2 para a equipe do Santos, além de tirar o alvinegro do Estreito da Copa do Brasil, serviu apenas para concluir aquilo que a maioria dos torcedores do Figueirense já sabem: Carlos Alberto será muito útil ao Figueirense nesta reta final de Campeonato Brasileiro.
Mas para ser útil ao Figueirense, Carlos Alberto não poderá voltar a sentir contusões. Ele, Carlos Alberto, sem estar 100% e em pouco mais de 40 minutos em campo, fez quatro assistências e um belo gol. É sem dúvida um jogador diferenciado, e a esperança da recuperação, está depositada neste jogador.
Na eliminação, podemos concluir também que Juninho está pedindo passagem. Juninho atuou na ala esquerda e mostrou a sua qualidade ofensiva. O atleta, que tem identificação com o clube, pode ser aproveitado agora, não na ala esquerda, já que Pedroso é o titular, mas no meio, ao lado de Carlos Alberto.
Alguns abraçam a oportunidade, outros, deixam ela passar. A formação do Figueirense para se livrar do rebaixamento está na boca do torcedor; Alex, Leandro Silva, Marquinhos (Bruno Alves), Thiago Heleno e Marquinhos Pedroso; Paulo Roberto, Fabinho, Juninho (Yago) e Carlos Alberto; Dudu (Marcão) e Clayton.

A seqüência de nove partidas sem vencer não pode ser aceita como “coisas do futebol”. Pela escalação inicial no jogo de volta da Copa do Brasil diante do Santos, obriga o Figueirense a vencer o Goiás no Serra Dourada e selar a primeira vitória de Hudson Coutinho no comando técnico do Figueira.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

A ZEBRA PODE APARECER


O Figueirense na noite de hoje (01) no Pacaembu não precisa ser um Furacão, o Figueirense precisará ser uma zebra.
Digo isto pelo fato do alvinegro do Estreito estar em desvantagem na Copa do Brasil, já que perdeu para o Santos na partida de ida por 1 a 0. E para se manter vivo na competição, precisará vencer o Peixe no Pacaembu com mais de 25 mil torcedores apoiando a equipe mandante.
Tudo leva a crer que a equipe comandada por Hudson Coutinho terá alguns retornos para este duelo. O zagueiro e capitão Marquinhos, o meia Carlos Alberto e o atacante Dudu. Ambos, peças fundamentais para a equipe que segue na luta contra o descenso na Série A. Por isso, diante do Santos, deverão entrar para readquirir o ritmo de jogo e quem sabe, aprontar uma daquelas fora de casa, como o alvinegro já fez nesta, e em outras edições da Copa do Brasil.

A tarefa não é das mais fáceis. A equipe da baixada santista possui jogadores qualificados, bom toque de bola e Ricardo Oliveira, o artilheiro do Brasil até o atual momento. O foco é o Goiás no próximo domingo (04) no Serra Dourada, mas quem sabe a zebra não apareça no Pacaembu?

terça-feira, 29 de setembro de 2015

POR QUE NÃO?


Em meio aos resultados ruins obtidos nas últimas rodadas na Série A do brasileiro e na primeira partida com o Santos pela Copa do Brasil, me surgiu uma ideia. Ou melhor, uma opção que poderia ajudar e muito o time do Figueirense nesta reta final de competição; Por que não utilizar Marquinhos Pedroso no meio de campo?
O setor que mais deixa o torcedor alvinegro preocupado poderia ter uma solução caseira. Nesta fase de sete jogos sem saber o que é vencer, jogadores como Ricardinho, Rafael Bastos, João Víctor e Celsinho já foram utilizados por ali, no meio, e não conseguiram corresponder com assistências para com os atacantes da equipe. Carlos Alberto seria o "cara", mas as contusões acabaram deixando ele de fora, então, por que não Marquinhos Pedroso ao lado de Yago?
Vale lembrar que Pedroso esteve no meio de campo do Figueirense na partida com o Avaí, em jogo válido pela Copa do Brasil. Além de ter se saído muito bem nesta posição, Pedroso ainda marcou gol. Tudo bem que cada jogo é um jogo, mas Marquinhos Pedroso, além de ser canhoto, tem velocidade e habilidade, fatores que poderiam levar ao sucesso da equipe, caso o atual lateral-esquerdo do Figueira, fosse puxado para o meio, atuando ao lado de Yago ou Carlos Alberto (agora, liberado pelo DM).
Por que não?

quinta-feira, 7 de maio de 2015

MARQUINHOS SANTOS O MASCOTE DO "FAIR PLAY" EM SC

O que é, o que é:

Já saiu no braço com Moraes no Pacaembu. (Corinthians x Avaí - Série B)
Já saiu no braço com Loco Abreu. (Avaí x Botafogo - Copa do Brasil)
Já deu soco na nuca de Éverton Santos.(Figueirense x Avaí - Catarinense)
Já deu chute no Paulo Roberto. (Avaí x Figueirense - Copa do Brasil)

Marquinhos Santos! 
O mascote do Fair Play em Santa Catarina! 
Quando a pessoa é de caráter ruim, não há punição que dê jeito.


video


terça-feira, 5 de maio de 2015

SABES LER?

Artigo 85 do Regulamento Geral de Competições – FCF:
A associação que INCLUIR NA EQUIPE, OU FIZER CONSTAR DA SÚMULA ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar da partida PERDERÁ 3 (três) PONTOS NA CLASSIFICAÇÃO do campeonato ou torneio que estiver disputando, independentemente do resultado da partida, E multa de R$ 100,00 (cem reais) a R$ 100.000,00 (cem mil reais) (CBJD, art. 214).”

Frequentam a universidade por mais de quatro anos e não conseguem ler o que diz o artigo de um regulamento? Não sabem ler? Sabem ler sim, só que pelo simples fato de beneficiar uma equipe, que na qual é odiada por muitos do INTERIOR de Santa Catarina, os entendidos preferem argumentar que o atleta não entrou em campo. Sendo que o artigo 85 é claro;

"INCLUIR NA EQUIPE, OU FIZER CONSTAR NA SÚMULA ATLETA IRREGULAR... PERDERÁ 3 PONTOS E MULTA." Existe um "E", não um "OU" multa.

Papagaio eu sei que não sabe ler, e você, sabe?

quinta-feira, 30 de abril de 2015

CARLOS ALBERTO DESEMBARCOU EM FLORIPA

Carlos Alberto, o novo contratado do Figueirense já está em Florianópolis. O meia, desembarcou na fim da manhã desta quinta (30) no aeroporto Hercílio Luz. Sua apresentação oficial deverá ocorrer após realização dos exames médicos.

FOTO: José Henrique Koltermann

RELEMBRE - NA ARENA, JEC 0 X 1 FIGUEIRENSE

Ao que tudo indica, teremos jogo no próximo domingo (03) na Arena Joinville. Agora quem joga com a vantagem eu não sei. Se fizerem valer as leis, o alvinegro joga por dois resultados iguais. Ou, se não quiser depender da justiça, vence o jogo no estádio da prefeitura e ponto final.
O problema é que nos últimos anos o alvinegro do Estreito não tem conseguido vencer o Joinville no norte do estado. A última vitória do Figueira na Arena foi em 2008, ano em que o Figueirense conquistou o título estadual, jogando fora de casa, em Criciúma.
Então, já que precisamos vencer lá dentro, nada mal relembrar a nossa última vitória na Arena Joinviile, gol de Wellington Amorim.


quarta-feira, 29 de abril de 2015

GOLS E JOGADAS DO NOVO MEIA

Assim como o goleiro Felipe, o meia Carlos Alberto é taxado como ex-jogador de futebol por boa parte da mídia esportiva. Mas, para o torcedor alvinegro, tanto o goleiro Felipe como o meia Carlos Alberto, são dois grandes jogadores que irão ajudar e muito o alvinegro na Copa do Brasil e Série A 2015.
Abaixo, um vídeo com gols do novo contratado do Furacão. Joga fácil! 


terça-feira, 28 de abril de 2015

DEFESAS DO NOVO GOLEIRO DO FIGUEIRA

Não aguentei ouvir de alguns que o Felipe não é um bom goleiro. Por isso, resolvi postar um vídeo que mostra um pouco das defesas do novo goleiro do Figueirense. Figueira tem tudo para ter uma das melhores defesas da Série A 2015.

VAI DÁ CÔZA

Aconteceu com o América-MG na Série B de 2014, aconteceu com o Marcílio Dias no estadual deste ano e também com o nosso cô-irmão. Se não bastasse tantos episódios deste tipo para aprender, o Joinville foi lá e conseguiu cometer mais um erro administrativo no futebol brasileiro. 
Só que desta vez o atleta deles não atuou, mas estava relacionado e ficou no banco de reservas na última rodada do hexagonal final, em Blumenau. A Federação Catarinense confirmou o erro do Joinville, e o procurador do TJD irá denunciar a equipe do Norte do Estado na tarde desta 4ª feira (29). 
O problema é que o julgamento será realizado após a segunda e decisiva partida, que a princípio está marcada para domingo (03). O presidente Nereu em entrevista coletiva não desmentiu, e disse que irá defender o Jec assim que chegar ao clube a citação do TJD. Com uma mão na taça, o Joinville perderia 4 pontos, com isso, o alvinegro terminaria o hexagonal na liderança e jogaria as finais com a vantagem de dois resultados iguais e a segunda e decisiva partida no Scarpelli.
A princípio a grande decisão está confirmada para este domingo (03). E se o alvinegro empatar o jogo em plena Arena, o Figueirense será o campeão? Antes do julgamento não, pois quem joga por dois resultados iguais no momento é o Joinville. Mas como o regulamento diz que com atleta irregular a equipe perderia pontos... o Furacão terminaria em tese o hexagonal na liderança, assim a vantagem seria nossa.
Mas, se tratando de TJD e STJD, o mais certo é que "vai dá côza".

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO